In Beijin no Queerhackerspace

WP_20160503_003

Acabei ficando num hackerspace queer super feminista aqui em Pequim. Uma mulherada jovem que se juntou, alugou uma casinha no centro de Pequim e está inventando uma forma de vida bem diferente por aqui. A casa funciona sempre, é um colab, hackerspace, queer life e ainda com oficinas das mais diferentes que acontecem todos os dias. Essa por exemplo das fotos abaixo mostra um workshop de comunicação não violenta dada por Julia Feste. Exercícios, conversas, intimidade, safe place e tudo isso. É um lugar importante para se conhecer, para quem está ligado a cultura queer e cultura diy.

Ao perguntar para uma das meninas que toca a casa, JD que é de Singapura,  qual era a diferença dos hackerspaces normais de Pequim para essa casa, ela disse que a maioria é feita por homens, que não dão espaço para quem não sabe nada mas quer começar a saber, que a maioria é bem fechada, e muito comprometida com dinheiro. Ao contrário delas que mantém a casa aberta e cuja a prioridade é o cuidado, a aprendizagem no ritmo de cada um e a convivência.

Elas começaram a pouco tempo, ainda não tem site, mas em breve vão ter, daí coloco aqui.

Conhecer Pequim com elas tem sido uma experiência bem internacional e ao mesmo tempo bem interna a Pequim… Algumas delas são chinesas, outras estrangeiras (da Asia)  Tailândia, Singapura, Japão, e outras  de outros  continentes e países, mas a casa é tocada na parceria entre galera da China e do Japão.

Acabei de sair da oficina da comunicação não violenta, agora é aplicar. será que dá?

#china feminista!!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s