Oficina de Esquizoanálise – Erotismo, Humor e Abandono

Metodologia da Oficina de Esquizoanálise (Erotismo, Humor e Abandono), que demos  em Bogotá

no I Congresso Nacional de Mulheres Tecnologia e Cultura Livre –  http://fosschix.co/fosschix-colombia

This slideshow requires JavaScript.

Para ver mais fotos, clique aqui no Picasaweb – https://picasaweb.google.com/108094216176169619701/Bogota1CongresoNacionalDeMujeresTecnologiaYCulturaLibre

                                                  Dá para baixar em PDF, daqui:  Bogota-esquizoanálise-fabi:juliana                                         

OFICINA DE ESQUIZOANÁLISE:

EROTISMO, HUMOR E ABANDONO

Uma metodologia compartilhada/ Dinâmica ativa

Por Fabiane Borges e Juliana Dorneles

(Tempo Ideal: 4 a 5 horas)

Dinâmica 1: RUIDOCRACIA DO ORGASMO

1- As oficineiras pedem que os participantes coloquem vendas nos olhos, fazendo-os andar pela sala, pedindo para que se toquem, e com a primeira letra do nome comecem fazer algum som; os sons espalhados pela sala vão sendo produzidos com cada vez mais envolvimento, até que se tornem ruidosos, amplos, grotescos e lentamente são direcionados para o “orgasmo fake coletivo”: exagerado, megalomaníaco, até que chegue no estágio pretendido que é o da ruidocracia, que é o lugar da dessubjetivação, da negação individual e do espaço do império do ruído, onde se chega nos estados de multidão, de fanastismo, de torcida de futebol, o espaço do êxtase catártico. Lentamente pede-se que os participantes se acalmem, escolham um lugar para descansar e retirem as vendas dos olhos.

(quebra gelo, liberador de energia erótica, processo dessubjetivador, o que importa é o ruído sonoro construído coletivamente, não o indivíduo).

Dinâmica 2: HUMOR E ADORAÇÃO

2- De uma a uma as pessoas são convidadas a ir para o meio do círculo onde tem uma pequena caixa que a pessoa sobe e fica levemente acima das outras, ela veste um manto e pôe uma máscara. A função dos participantes é a adoração exagerada do outro, exaltando seus valores, seus atributos, sua beleza, suas características mais singulares. A pessoa deve sentir-se Deus, Deusa, Rainha, Rei, Majestosa, toda a atenção é voltada a ela e ninguém nesse momento é mais importante que ela. O importante aqui é a idolatria desmedida, a vontade de se submeter a superioridade do outro, de não ter importância individual nenhuma, de dar tudo de bom que tem em si para o outro.

(dessubjetivação, entrega, experiência de inferioridade, enquanto a pessoa exaltada se empodera, aumenta sua auto-estima, sente sua própria superioridade, aprende a receber sem dar nada em troca)

Dinâmica 3: ABANDONO E DESTRUIÇÃO

3- As oficineiras levam um objeto (3 a 4 hardwares velhos) tapado com um pano para o meio da sala e vão conduzindo as pessoas lentamente para a destruição do aparelho com pedaços de pau. Ao quebrar os hardwares as pessoas expressam sua raiva, seu medo, seus ressentimentos por terem sido abandonadas, ou por terem que abandonar. Os discursos são inflamados, fortes, grita-se palavras duras, grita-se não, diz-se o que precisa ser dito, de acordo com a vontade de cada um. Isso requer a vontade de dizer não para algo que não se quer mais, para uma realidade insuportável, que se rejeita e é preciso sair disso.

(Aprender a abandonar para respirar, para não sufocar, para sair de uma situação indesejável, para ficar livre do tormento, para ter mais coragem e para liberar energias destrutivas que atrofiam cérebro e músculos)

Dinâmica 4: ELABORAÇÃO E FANTASIA

Uma mala é colocada no meio da sala e os participantes são convidados a se dividirem em grupos pequenos para encenar os processos que passaram durante a oficina. Combinam alguns minutos sua atuação e mostram para o restante dos participantes as imagens que o processo lhes despertou.

(Forma de elaboração lúdica, fantasiosa, psicodramatizada da experiência vivida na oficina, modo de criar relações para além das identitárias, construção coletiva de poéticas perfomáticas)

One thought on “Oficina de Esquizoanálise – Erotismo, Humor e Abandono

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s